Daniele Bornea

Carregando, aguarde...

Linda Gata

Equação da Colorimetria Capilar

26 de março de 2020
1 minuto de leitura
Durante meus anos de docência superior em colorimetria, desenvolvi uma equação que resume todas as possibilidades de mudanças de cor que um cabelo pode ter. Essa equação foi criada por mim e só quem foi meu aluno em colorimetria saberá dessa equação, que eu vou passar aqui agora. A priori, ela parece ser bem complicada, porque trabalho com variáveis, mas vocês verão que é muito simples, assim que vocês a entenderem.

Então vamos a ela:

Cor desejada = cor inicial – oxidação + cor escolhida = Resultado final

Nosso objetivo: queremos que nossa cor desejada seja igual ao nosso resultado final. Isso até parece uma pegadinha, pois, parece óbvio que a cor desejada seja igual ao resultado final, mas isso não é verdade e diria que talvez seja uma das coisas mais complicadas da colorimetria.

Vamos a alguns exemplos: desejo 10.1 e obtive 9.3 (fundo de clareamento errado).

Desejo 9.34, obtive 7.44 (mais próximo do que queria, mas conceitualmente, foi um cabelo com grandes erros) e por ai vai…

Bem, uma vez provado que nem sempre a cor desejada é igual ao resultado final, como faço para fazer isso não acontecer?

Aqui entra a colorimetria teórica científica pesada. Saber construir uma cor que está na minha mente ou na mente do meu cliente, é um conhecimento  essencial que deve estar registrado no coração do colorista.

EXPLICAÇÕES


Bem, sobre essa equação, desenvolveremos muitos artigos e vídeos. A partir deles, vocês entenderão melhor e poderão me mandar perguntas sempre que tiverem dúvidas.

Espero que tenham gostado, mas quem ainda está com dificuldades para entender, não se preocupe, juntos vamos construir esse conhecimento e nunca mais terá dúvidas elementares de colorimetria.

Super beijo à todos!

Gostou? Dúvidas? Deixe seu comentário: